Piriuki Luxe by Carla

Acho que nunca falei da Piriuki Luxe e ela merece tanto!

O João tem 5 na coleção! No Domingo vesti todas as cores, umas a seguidas das outras, a vermelha, as verdes, a azul (a minha preferida) e a branca.

Foi um dia de luxo só de Luxe!

Na fase de recém- nascido não era das minhas fraldas preferidas, achava que não assentava tão bem no João, talvez por o absorvente ser colocado na parte da frente e não estar tão habituada ou por ele ainda ser um bebé tão pequenino…
ecologicalkids

Mas à medida que ele foi crescendo e ganhando peso, fui gostando cada vez mais da fralda e a Piriuki Luxe foi-se tornando especial.As vezes fico até com peso na consciência por pensar que um dia gostei menos desta fralda e não lhe tenha dado o devido valor 🙂

Agora uso e abuso das Piriuki Luxe, são de todas as mais fofinhas por serem em minky. Não são mais quentes, nem fraldas de Inverno por terem o pêlo exterior.

A Piriuki Luxe parece mesmo uma cueca e é uma fralda pouco volumosa por isso gosto de usar durante o dia e é tão bonita para andar à mostra, o João anda muitas vezes só de fralda em casa, as meninas têm a vantagem de poderem fazer conjuntinho e usar por baixo da saia e de vestidinhos na rua.

piriuki luxe

As Piriuki Luxe são diferentes de todas as outras porque são mais subidas e os elásticos nas costas e pernas estão protegidos para não marcarem o bebê.

Nesta fase gosto de todas as fraldas e é cada vez mais difícil eleger uma preferida, quando digo uma penso logo nas vantagens de outra e não consigo deixar nenhuma de fora. Coisa estranha mas parece que vamos ganhando amor pelas fraldas 🙂

No caso da Piriuki Luxe foi mesmo isso, não foi paixão afobada mas um “amor” que se foi construindo e que acho está para durar!

Piriuki Luxe

Piriuki Luxe

Porquê escolher roupinhas em algodão biológico da Frugi?

Porquê escolher roupinhas em algodão biológico da Frugi?

Sabemos que é difícil perceber a qualidade de um produto e as suas características apenas através de fotos então decidimos juntar alguma informação para que fiquem a conhecer melhor a roupa da Frugi que adoramos ter na Ecologicalkids.

São Perfeitas para bebês que usam fraldas reutilizáveis!
Porquê? Toda  a roupa tem em conta o volume da fralda 🙂, isso mesmo a calças e bodies da Frugi têm em atenção o volume que a fralda ocupa e são desenhadas para que sirvam na perfeição a bumbuns com fraldas descartáveis ou fraldas de pano modernas 🙂

São em Algodão Biológico.
Em algodão biológico, sem químicos nocivos para o bebê, é mesmo ultra suave e conquista ao primeiro toque 🙂 basta experimentarem uma vez, é incrível como confortável.

E as roupas vão encolher?
Sim, um pouquinho mas não se preocupem, pois o algodão biológico não tem as resinas nocivas que as roupas em algodão comum contêm para evitar o encolhimento e como o algodão biológico encolhe 5% as roupas da Frugi são cortadas a ter isso em conta, assim podem colocar sem preocupações na lavadora e lavar a 30 ou 40ºC, e podem também ser secas na máquina a baixa temperatura.

Roupa feita para durar.
Os têxteis da Frugi são feitos pensando nas brincadeiras, na subida nas arvores, nos detetives de insetos, nos saltos nas poças, nas idas ao parque e são altamente duráveis mantendo sempre um toque super fofo.

Até para peles sensíveis com eczema
As roupas Frugi são feitas a pensando em todas as crianças e bebês, especialmente os com pele sensível, atópica ou com eczema, crianças que têm comichão e eczema vão sentir um alivio imenso ao utilizar as roupinhas Frugi 🙂 A sério!!

São lindas
É apenas um detalhe…mas são mesmo lindas os detalhes e desenhinhos engraçados.

Por exemplo um vestido super confortável para o verão que na verdade é um bodie 🙂
Body_Dress Summer fruits_3Body_Dress Summer fruits_1
Calças que em que se podem subir e prender 🙂

Lobster_1
Camisetas Lindas,

Vestidos reversíveis!!

O que é o Swaddle? by Carla

O que é o Swaddle? by Carla

Como já aqui partilhei os primeiros dois meses do João foram um pouco complicados, não sei se pelas cólicas, se pela adaptação ao novo mundo fora do útero, se por feitio ou simplesmente porque sim, o João chorava imenso e em determinadas fases do dia chegava a ser aflitivo e desesperante.

As únicas coisas que o acalmavam eram o meu peito e sons fortes como o aspirador, secador de cabelo ou água a cair.

Quase sempre andávamos com o João no colo, e sobretudo reparávamos no seu desconforto sempre que o deitávamos. Mesmo quando já estava adormecido, estremecia abrindo os braços e acabava sempre por acordar. Notávamos que tranquilizava ficando encostado contra o meu corpo, ou ao do pai e assim passávamos horas com ele a dormir no nosso colinho.

Foi então que nas minhas muitas pesquisas e em conversa com amigas que já tinham sido mães que fiquei a conhecer a técnica do swaddling, que consiste em embrulhar o bebê de forma a limitar os movimentos, que ainda não controla transmitindo uma sensação de conforto e segurança recreando um ambiente aproximado ao do útero materno.

Então experimentei (sem ser uma grande especialista na técnica) e constatei que quando o envolvia ficava mais calmimho, porque o João se assustava muitas vezes com os seus próprios gestos e reflexos e estando com os movimentos mais presos isso não acontecia.

Apesar de continuar chorão, irrequieto e só conseguir adormecer no colo ou na mama quando o deitava na cama acordava com menos facilidade e conseguia que dormisse um pouquinho mais tranquilo.

Aliás, na lista de coisas para levar para a maternidade eram pedidas 3 ou 4 fraldas de pano. Na altura não sabia bem o porquê do pedido e para que serviriam, mas lá as levei. Quando o João nasceu a enfermeira vestiu-o, embrulhou-o numa fralda e pô-lo junto de mim para mamar.

Já na enfermaria e numa noite mais complicada de choro pedi a ajuda de uma enfermeira que colocou durante uns minutos o João de barriga para baixo e mais uma vez o embrulhou numa fralda de pano fazendo uma maior pressão na zona da barriga. Coincidência ou não o João acalmou e lembro-me de respirar de alivio mas sem dar muita importância ao procedimento da enfermeira.

As enfermeiras também aconselhavam a ter sempre uma fralda de algodão mais junto do bebê, mesmo que por cima se pusesse um cobertor mais quentinho.

Confesso que me fazia alguma impressão ver o João enfaixado, então nunca o apertei muito, as pernas ficavam sempre mais soltas para as poder encolher e movimentar.

Na altura só tinha musselinas de tamanho “normal” que acho são pequenas para este efeito, até porque o bebê vai crescendo e eu andei nisto mais de dois meses, por vezes, passado pouco tempo o meu embrulho já estava todo desfeito! O tamanho 120×120 teria sido o ideal!

As Swaddle da Aden Anais me encantam, pela sensação de conforto que transmite ao toque, pelos desenhinhos lindos, pelos materiais utilizados.

São fantásticas, pois têm o tamanho ideal para embrulhar o bebê sem que tudo se desfaça ao fim de 1 minuto, são respiráveis em bambu ou algodão, não existindo risco de sobreaquecimento, macias, muito maleáveis e com estampas tão lindas que fazem as delícias de qualquer mamãe.

aden anais ecologicalkids swaddle

Para além do swaddle as musselinas não perdem a utilidade e podem ser usadas mesmo quando o bebê já é maior como cobertorzinho para colocar no chão para brincar, para deitar o bebê na troca da fralda, para colocar por cima como aconchego tipo lençol, para levar para a praia, para proteger do sol, para cobrir o peito da mamãe quando está a dando de mamar ou para tapar o carrinho.

Usar de noite fraldas de pano modernas

O meu filho nunca dormiu muito mas após todos estes anos temos vindo a conhecer uns bebês bem dorminhocos e até o momento o vencedor foi um bebê que dorme 14 horas seguidas de noite 🙂

Embora devamos trocar as fraldas o maior número de vezes possível, (de acordo com a Organização Mundial de Saúde de 3 em 3 horas e sempre que a fralda tem cocô) a verdade é que nenhuma mãe gosta de acordar o seu bebê de propósito para trocar a fralda e desejam que no caso dos seus bebês dormirem 12 ou 14 horas seguidas o façam com a mesma fralda colocada.

Assim no caso de ter a sorte de ter um bebê bem dorminhoco existem algumas sugestões para aumentar a absorção das fraldas.

1. Utilize fraldas com design mais largo, as recomendadas para a noite são Piriuki Night V3,Piriuki V3 e Blueberry Deluxe

2. Escolha uma destas 3 opções de absorventes:

  • Absorvente duplo de microfibra ( pode ser um Piriuki Super Triple, os absorventes duplos que já vêm incluídos nas Piriuki V3 ou os das Blueberry Deluxe).
  • Utilize um absorvente de Canhamo G (neste caso poderá apenas usar esse sozinho)
  • Utilize um misto de absorventes com tecidos diferentes, ou seja use um absorvente de microfibra e um de canhamo ou bambú ou algodão, nesta mistura coloque o de fibra natural dentro do bolso mas em contato com o tecido interior da fralda, ou seja virado para cima assim quando o xixi passar pelo tecido em contato com o bebê passa de seguida para o absorvente de cânhamo, bambú ou algodão que têm grande capacidade de absorção e depois pelo de microfibra que vai ajudar a reter a umidade.

3. Reajuste o tamanho da fralda caso seja necessário pois por vezes ao colocamos mais absorventes para aumentar a absorção aumentamos tamanho o volume e por isso devemos avaliar sempre se o elástico da fralda fica justinho na virilhas para não existir vazamento.

4. Utilize um bodie mais largo durante a noite, pois como vamos colocar mais absorventes a fralda fica mais volumosa e o bodie pode fazer pressão no centro da fralda afastando o xixi para as laterais, vestir um bodie um pouco mais largo pode eliminar essa possibilidade de vazamento.

5. Se desejar experimente o sistema de calça plástica e fralda de contorno ou ajustada, no entanto se lembre que nesse caso deve sempre utilizar um forrinho stay dry, pois o bebê pode acordar por se sentir úmido.

6. Bons sonhos!

Usar fraldas de pano durante a noite

Usar fraldas de pano durante a noite

 

Fraldas de Pano e Gêmeos o que comprar?

Já decidi que vou utilizar fraldas reutilizáveis, mas o que preciso comprar? – esta continua a ser a pergunta mais frequente, se vão ter um bebé recomendo que leiam este post aqui.  No caso de estarem gravidas de gêmeos 🙂 não é necessário comprar o dobro pois existe alguma poupança de escala, assim aqui fica a lista:

– 40 a 50 fraldas  – cada bebê muda de fralda após mamar o que significa que até começar a comer papinha sólida o bebê vai mudar uma média de 10 fraldas por dia, estas quantidades permitem ter fraldas suficientes para ter umas para usar, outras lavando e outras a secando, uma boa opção são os packs de fraldas pois ficam sempre mais econômicos.

2 sacos para colocar as fraldas para guardar as fraldas sujas, são necessários 2 pois enquanto um está a ser utilizado temos outro a uso, neste caso a quantidade é exatamente igual a se tivesse apenas um bebé 🙂

– 2 sacos impermeáveis de transporte, pois enquanto um está a lavar precisamos de outro a uso.

– 80 lencinhos laváveis ou seja 8 packs de 10 lencinhos

– 1 bolsa impermeável para lencinhos

– 1 embalagem de sabão Rockin Green (dá mais ou menos para 4 meses de utilização) é muito importante utilizar um sabão sem enzimas, branqueadores óticos, glicerina, parafina e óleos pois vai prolongar a vida das suas fraldas e promover a absorção (para saber mais sobre lavagem e detergente recomendamos os seguintes artigos aqui)

Duas das nossas clientes lindas

Promoção – Dia dos Pais

banner-dia-dos-pais-Ecologicalkids-Brasil-2

Começámos a celebração do dia dos Pais bem mais cedo. Por isso até 10 de Agosto estamos oferecendo 10% de desconto em toda a Loja online para os clientes que colocarem o código promocional PAI2014. E esta é uma ótima notícia quando temos tantas novidades na Loja (e muitas mais vamos ter na próxima semana)!

Chegaram tantas fraldas de pano novas na nossa Loja!!! A super cool e edição limitadíssima Chaplin da Bumgenius, a fofíssima Woof Woof da Piriuki e as famosíssimas gDiapers! Do que está esperando para nos fazer uma visita? www.ecologicalkids.com.br

Quer ficar sempre ligada nas nossas promoções e novidades da loja de fralda e produtos ecológicos mais fofa do Brasil? Se inscreva na nossa newsletter aqui.

Dicas : símbolos de lavagem

Passar a viver junto é sempre um momento especial. Não só passamos a estar todos os minutos em casa acompanhados pela nossa cara-metade, como também é o momento em que definimos espaços e partilhamos conhecimentos. Eis que chegou o momento da partilha da lavagem. Tenho muita sorte pois o meu mais que tudo adora partilhar tarefas, sem fazer cara feia, aliás, muitas vezes é ele que me encoraja a sair do sofá depois de reclamar que bom bom era dormir mais um pedacinho 😛. Se ele domina completamente a zona dos tachos e é pró nas limpezas quando chega na lavagem de roupa já fica mais hesitante. Sou fã da Rockin Green e só utilizo este detergente na minha roupa toda. Quando o levei para casa e lhe disse que bastava uma colher ele olhou para mim, no fundo dos seus olhos azuis, com aquele ar de “1 colher? Você deve estar louca!”. Expliquei que tínhamos uma máquina A++, que o detergente apenas tinha principio ativo, nada de enchimentos, de químicos nocivos e ele lá me deu uma hipótese. Ele mal queria acreditar quando a roupa, só com uma colherzinha saiu branquinha e como nova. Pronto também se tornou fã. Agora quando o assunto é instruções de lavagem, qual a temperatura a que pode ir á máquina, se pode, se é possível passar a ferro, etc aí a questão é mais complicada, mesmo para mim que às vezes me baralho com os símbolos! Assim decidi fazer uma cábula e colocar com um íman na minha máquina de lavar. Partilho convosco para se precisarem de fazer o mesmo, ainda para mais quando o assunto são delicadas roupas de bebê;) Quem sabe se não pode dar jeito.

etiquetas-de-lavagem