Tipos de plastico

Antes de mais peço desculpa pela publicação gigante, mas decidi fazer este post pois acho que é importante para nós enquanto mães ecologicalkids saber que tipos de plásticos nos rodeiam e rodeiam os nossos filhos e saber também quais devemos colocar na reciclagem e quais podemos reutilizar.

Todos os plásticos são identificados por um código que indica o tipo de plástico, esta informação foi introduzida pela sociedade da Industria dos plásticos permitindo uma maior facilidade na separação e posterior reciclagem, pois os plásticos são reciclados por tipo daí a importância de separar a tampa da garrafa de plastico quando se coloca no ecoponto amarelo pois são dois plásticos completamente diferentes.
De certeza que já reparam no código que é composto pelo simbolo da reciclagem (as 3 setas que se perseguem) com um número no centro, assim:
0102-recycle

Cada um destes números identifica assim o tipo de plástico.

O mais importante a saber é que os plásticos que não podem ser reutilizados, não o podem pois existe o risco de libertarem quimicos altamente nocivos para nós e para os nossos filhos, os mais graves desses quimicos são:

Bifenol A – pode provocar alterações hormonais com alterações da capacidade de aprendizagem das crianças e o seu desenvolvmento cerebral e efeitos no sitema reprodutivo e embora há uns anos fosse comum nos biberons foi proibida a sua utilização no seu fabrico por uma diretiva europeia.
Estireno – Causa alterações nos tecidos e ADN está relacionado com perda auditiva, surdez profunda e problemas no sistema nervoso central, existe ainda relação entre a exposição ao estireno e o cancro do pancreas.
Ftalatos – está associado a infertilidade masculida, anomalias reprodutivas e baixa contagem de espermatozoides, a problemas de figado e rins (a utilização de ftalatos é comum no plastico com o código 3.

Por exemplo o plastico tipo 1 comum nas garrafas de água não deve ser reutilizado pois dado ser ligeiramente poroso não permite a desinfeção correta, daí que quando bebemos água da garrafa colocam os lábios que têm bactérias e vão disseminar se pelo plastico degradando-o se deixarem passar um dia quando forem beber agua outra vez dessa mesma garrafa a mesma tem um cheiro estranho que é do plastico a degradar-se, assim,  para o plastico número 1 a melhor solução  depois de ser utilizado é a de ir para a reciclagem.

Assim torna-se fundamental sabermos que plásticos devemos ou não reutilizar.

Fiz uma cabula para que possam imprimir e colocar na porta do frigorifico para referência se acharem importânte, nessa tabela coloquei o tipo de plástico, para que é utilizado e se deve ir para a reciclagem ou pode ser reutilizado, espero que gostem está aqui: Tabela

Embora na tabela tenha colocado para o que é utilizado é apenas um exemplo devem olhar sempre para o número que está na embalagem e que identifica o plástico.
A tabela aparece grande mas depois de imprimirem vao ver que tem o tamanho ideal para colocar na porta do frigorifico 🙂

Acham esta informação importante?

Tânia

One thought on “Tipos de plastico

  1. Já me tinha questionado sobre isto mas nunca me preocupei em aprofundar a questão. Depois de ler este post fui ver aos meus tupperwares e vi que muitos deles não têm qualquer informação mas os que têm, beneficiam do codigo 5 que corresponde ao polipropileno. Eu não precebo nada de plásticos mas numa rapida pesquisa vi que este tipo não contem bisfenol A e pode ser utilizado muitas vezes devido às suas caracteristicas. Será que sendo os nossos utensilios feitos num plástico não nocivo, quer dizer que podemos deixar de pagar fortunas por recipientes proprios para bebé por dizem em letras garrafais BPA free?! É que às vezes não nos aprecebemos mas a industria dos utensilios para bebés é um mundo infindavel de coisas que muitas vezes não servem para nada e não me ademirava muito que isto do BPA free fosse mais uma estrategia para vender mais caro, quando na realidade os nossos tupperwares não são venenosos e servem perfeitamente para eles também.
    Aqui à tempos vi um programa no canal 2 que fala em questões tão graves quanto isto. Abordava precisamente a utilização de produtos para revestir as latas dos alimentos enlatados que libertam o tal bisfenol A. Coisas como o atum em oleo e até mesmo o ketchup da heinz (apontavam mesmo o dedo a esta marca) que, ao serem consumidos, arrastam este produto do plastico. Quem se preocupa tem de ter noção que é uma batalha perdida mas que pode e deve estar alerta para evitar o mais que poder este tipo de coisas. Porque elas estão em tudo o que ingerimos, se não é o plastico da embalagem é o adoçante, se não é o adoçante é o conservante…e aqui me subscrevo senão começo já a divagar para os aditivos na comida, depois alargo-me tanto que ninguém tem paciencia para me ler 😛
    Bom tópico, bastante util.
    Obrigada!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s